Infelizmente ainda é muito grande a parcela da igreja de Cristo que não se envolve com missões. Mesmo sendo um dos mandamentos descrito por Ele no evangelho de Marcos 15.16 que diz:  “E disse-lhe: Ide por todo mundo, pregai o Evangelho a toda criatura”, tem muita gente que pensa que essa tarefa é  exclusiva para os missionários, pessoas especificas que renegam tudo e parte para o campo.

Sentados nos bancos de nossas igrejas para assistir aos cultos, normalmente ficamos muito impressionados quando um missionário chega para contar suas ‘aventuras’ no campo. A coisa fica ainda mais impressionante se a história é contada por alguém que leva a Palavra de Deus para os Povos Não Alcançados e a igreja a perseguida. Contudo, o testemunho fica no encantamento ou sensação de pena que ao chegar em casa, tudo já foi esquecido. O cotidiano de um missionário na prática é algo muito além do que se possa contar no domingo a noite. Quem nunca visitou uma obra missionária talvez jamais saberá o quanto é distante a vida confortável de seguir a Cristo na igreja local, da dura missão de pregar o evangelho a toda criatura.

No mês passado tive a oportunidade de ir a uma viagem para conhecer a realidade de um casal missionário que trabalha na cidade de Yaguarón, no Paraguai, local que além de ter muita pobreza  é conhecido, pelos missionários do país, como cidade pesada espiritualmente, por conta da grande quantidade de feiticeiros. Pastor Luiz Antônio e missionária Sônia Maria Camilo Cunha,da igreja Assembleia de Deus Boas Novas, enfrentam muitos desafios no local, porém com muita luta e determinação, Deus os concedeu algumas vitórias, entre elas ter uma igreja legalizada no país e um templo próprio que foi conquistado com muito trabalho de ambos.

Em outras matérias publicaremos, num futuro breve, aqui no Radar Missionário o testemunho deles, mas nesse texto, por virtude da semana do Dia das Crianças, vamos enfatizar o trabalho da missionária Sônia, desenvolve em Yaguarón.

As crianças

Sábado de manhã quando para muitos é momento de lazer, descanso, etc para Sônia é dia de uma maratona evangelística infantil. Numa escola antiga, com cadeiras quebradas e chão batido, onde durante a semana centenas de crianças estudam, sábado de manhã a escola é o cenário de Sônia para levar a Palavra de Deus para as crianças pobres, mas bem atentas a tudo que a “professora” explica sobre Jesus. Em um teste de memorização dos estudos passados na semana anterior, Sônia chama à frente, as crianças que gravaram de cor versículos da Bíblia. Logo uma pequena fila se forma, e cada criança que fala no idioma local (espanhol ou guarani) a passagem que gravou, como incentivo Sônia dá junto ao brinde, um abraço apertado e um largo sorriso, ao mesmo tempo que as crianças que assistem aplaudem com euforia o desafio vencido pelo coleguinha.

escola1

O que para a maioria das crianças, que não tem ninguém na família que siga a fé de Sônia e talvez aquele seja o único contato com Cristo, tudo pode parecer uma grande brincadeira, uma forma de passar o tempo num lugar que oferece poucos atrativos para diversão, de ganhar doces e às vezes roupas e sapatos, mas que na verdade aquele nada mais é uma forma de semear nos corações, ainda de solo fértil, o amor de Cristo. Sônia segue além do Ide de Jesus outro mandamento descrito na Escritura Sagrada, em Provérbios 22.6: “Ensina a criança no Caminho em que deve andar, e mesmo quando for idoso não se desviará dele!”.

As dificuldades do campo – Pedido de orações

Quando tudo parecia que ia bem, as coisas começaram a mudar de repente. Essa foto na escola local foi tirada na mesma ocasião em que um grupo de brasileiros visitou a obra missionária do casal. Sônia conta que a luta tem sido grande, “No dia dessa foto 61 crianças estavam presentes, e na ocasião uma professora da escola esteve para conferir o trabalho missionário, o que já achei muito estranho. No sábado seguinte apenas 30 crianças apareceram e tivemos dificuldade de entrar na escola, porque o portão estava trancado e foi demorado a abertura. Depois apenas 18 crianças foram ao club bíblico. E sábado passado (8/09) apenas seis. Não sei se vamos continuar com as aulas na escola, porque toda vez tem sido uma dificuldade, o portão está sempre fechado e demoram muito para abrir. É claro que sabemos, por conta de experiências anteriores, que a igreja católica está pressionando as mães das crianças para que elas deixem de ir. Então estamos orando e pedimos que orem conosco, para que encontremos um outro lugar próximo dessa escola para que possamos continuar o trabalho. Já vivemos uma situação parecida, mas no outro momento a direção da escola teve a coragem de nos expulsar. Dessa vez a coisa está velada no sentido verbal, mas bem acirrada na ações”, conta a missionária Sônia.

Além do club da Bíblia realizado para as crianças da escola local. A igreja da missionária também realiza estudos para crianças que vivem próximo ao templo onde seu marido, pastor José Antônio, lidera a igreja. Ele também ajuda a esposa nessa tarefa, busca e leva de carro as crianças que os pais não podem levar, e que moram longe. Na igreja, os sábado de manhã e domingo a tarde, um grupo aproximadamente de 20 crianças assistem as aulas com interessantes dinâmicas e louvores, ministradas por três professoras, membros da igreja que auxiliam a missionária brasileira.(Na foto, a paraguaia Maria José ensina um grupo de crianças da igreja)

maria-jose

Sônia é muito respeitada pelas crianças, realiza com maestria a missão. E nessa semana da criança, quando nós do Radar vamos abordar o tema, nada melhor que abrir a série passando pelos tradicionais presentes, é falando do que melhor um adulto pode ofertar para aqueles que estão dando os primeiro passos na vida: o amor de Cristo! (Sônia doa kits para crianças que visitam o discipulado pela primeira vez)

sonia-1

Visita missionária

Durante os dias 14 a 20 de Setembro um grupo liderado pela irmã Hosana Marinho e pastor Francisco José, da igreja Assembleia de Deus Ministério de Cordovil (RJ) foram até o Paraguai levar apoio e doações para o casal de missionários pastor José Antônio e Sônia Maria. Durante a visita, o grupo realizou ar livre, subida ao monte, cultos de orações e evangelismo em torno da igreja Assembleia de Deus Boas Novas.

turma

“É muito importante a visita dos irmãos, a colaboração financeira é muito importante, porém ficamos muito felizes com a presença deles. As crianças adoraram os presentes, mas dava pra ver no rostinho deles o quanto se sentiam importantes e prestigiados com a presença de tanta gente vindo de longe só para conhece-los. É realmente gratificante para todos nós”, diz Sônia.

Quem desejar entrar em contato ou enviar ajuda financeira para esse ministério os dados são:

Sônia: soniamccunha@hotmail.com
Luiz Antônio: luizanol@hotmail.com
Banco Bradesco
Ag. 3187-9
Cc. 58103-8
Banco Itaú
Ag. 5659
Cc. 19495-4
 Texto e fotos: Diane Duque

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.