A menina Nazaré de Jesus tem apenas 10 anos e todos os dias conta as horas para sair de casa e participar das atividades oferecidas pelo Cisfac, o Centro de Integração Social da Família e da Criança. O reforço escolar, o lanche e as aulas de música preenchem a lacuna educacional que existe no Itapoã, um dos bairros mais pobres do Distrito Federal. Mas, a menina é rápida ao dizer do que mais gosta: “dos devocionais no início das aulas, porque é muito bom aprender as coisas de Deus. Eu gosto de vir aqui e as aulas têm me ajudado na escola, e estou aprendendo as histórias da Bíblia”.

Nazaré é uma das duzentas crianças atendidas pelo Cisfac, o projeto social fundado pela missão Amide, a Associação Missionária para Difusão do Evangelho. “O IDE é concomitante. Temos projetos missionários na África e no Sudeste Asiático, mas não podemos deixar de lado o nosso pais. Por isso, também estamos no Nordeste, com abertura de barragens subterrâneas e na nossa cidade, em uma das áreas da Capital com maiores índices de violência e desemprego”, comenta a missionária Ana Maria Costa, presidente da Amide.

Criado em 2006, o Cisfac é fruto da dedicação de um grupo que enxergou com os olhos do coração uma seara carente de ações que contribuíssem para a formação da criança e o fortalecimento da família. Os alunos têm aula de música, futebol, informática e reforço escolar, além de atendimento psicológico e pedagógico. A ação comunitária também se estende às mães, com a capacitação de mulheres da comunidade para geração de renda no projeto Mãos de Mães e Amigas.

artesanato.amide

Um dos frutos desse trabalho voluntário é a Orquestra Som da Esperança, a primeira Orquestra Filarmônica Infanto-juvenil do Itapoã, regida pelo maestro Emílio de Cesar, um incansável defensor do evangelho integral. “Com amor e oração, sacrifício e muito trabalho, vamos cooperando no alcance de vidas, que são impactadas pelo amor de Deus e pela transformação que o evangelho proporciona”, conta o maestro.

O próximo alvo do Cisfac é a abertura de uma Escola de Luthieria, um local onde os jovens possam aprender a arte de construir e restaurar equipamentos musicais. “Esperamos por um milagre de Deus através de empresas ou igrejas que queiram ser parceiras na concretização desse sonho”, revela Gil Mattos, vice-diretor do Cisfac. Ele lembra que há 11 anos o Cisfac vive por fé. “Não temos verbas de governo ou de projetos sociais. Mas Deus sempre usa quem Ele quer para suprir as necessidades. Todos os instrumentos musicais, por exemplo, foram doados por uma empresa e as despesas da entidade são supridas pelo apadrinhamento”.

Você também pode ser um padrinho do Cisfac. Com apenas 50 reais por mês você tira uma criança das ruas e dá a ela a oportunidade de ter um futuro melhor e a eternidade ao lado de Jesus. Conheça mais pelo site cisfac.org.br

 

Fonte: Assessoria Amide

 

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.