Frequentemente publicamos no Radar Missionário matérias sobre os Povos Não Alcançados, do Projeto Josué, que carecem de nossas orações. Contudo, sabemos que ajudar em oração nunca é demais, até porque os dias são maus.  E dessa vez estamos apoiando a campanha de oração por aqueles que sofrem perseguição por seguir e propagar o evangelho de Jesus.

Pensando nos africanos que sofrem por seguirem a Jesus, que a Missão Portas Abertas direcionou para a África,  o Domingo da Igreja Perseguida (DIP) de 2017, que acontecerá no dia 11.07. E nós incentivamos a você e sua igreja a participar dessa campanha. Cadastre sua igreja no DIP 2017 e participe. Após o cadastro e checagem dos seus dados pela equipe organizadora, você receberá um e-mail com suas credencias para acessar a Área Restrita. Lá, você encontrará materiais exclusivos que ajudarão você a planejar e realizar o DIP em sua igreja, e ainda receberá o Kit do organizador impresso que será enviado ao endereço cadastrado nesse site. Tudo isso para ajudá-lo a planejar um grande dia de oração em sua igreja.

Para quem anda não conhece, o DIP é um dia de intercessão pelos cristãos perseguidos que vivem ao redor do mundo, que já somam cerca de 215 milhões. Esse ano, no dia 11 de junho, o tema “Juntos pela África” vai mobilizar igrejas de todo o Brasil a orar pela Igreja Perseguida em diversos países da África Subsaariana.

Entenda a situação da África  

De acordo com um dos líderes humanitários da ONU, Stephen O’Brien, mais de 20 milhões de pessoas que vivem no Sudão do Sul (5º país na atual Lista Mundial da Perseguição), Iêmen (9º), Somália (2º) e Nigéria (12º) estão ameaçadas de fome. “Estamos vivendo um momento muito crítico nessas nações”, disse ele, recentemente. “Já no início do ano estamos enfrentando a maior crise humanitária desde a criação das Nações Unidas”, declarou.

Ele explicou que sem esforços globais coordenados, as pessoas simplesmente morrerão de fome e muitos sofrerão contaminados por diversas doenças. Três desses países fazem parte da África Subsaariana (Sudão, Somália e Nigéria). No Sudão do Sul, 4,9 milhões de pessoas já estavam em estado de inanição por conta da guerra civil que estourou em 2013.

Na Somália, 2,9 milhões de pessoas estão em risco de fome causada pela seca e instabilidade econômica do país, principalmente com a insurgência do grupo extremista Al-Shabaab. Na Nigéria, 1,8 milhão de pessoas enfrentam fome, como nos estados nordestinos de Adamawa, Borno e Yobe, onde o domínio do Boko Haram vem crescendo desde 2009. Em todos estes países há instabilidade contínua, subdesenvolvimento e falta de acesso à ajuda humanitária, mas essa situação nem sempre atinge a todos os cristãos perseguidos que vivem por lá. Entenda melhor a real situação:

Sudão
Embora tenhamos profunda compaixão pelas circunstâncias desesperadoras que os sudaneses estão enfrentando, o foco da Portas Abertas está no cristão perseguido. Somente onde há conexões de perseguição é que há permissão para nos envolvermos. Na atual crise do Sudão do Sul, não há elemento de perseguição, mas podemos orar por eles. Nosso compromisso agora é apoiar a formação teológica e fornecer outros programas que já existem no país. Dessa forma, haverá cristãos preparados para pregar o evangelho e, possivelmente, ajudar na conversão de muitas vidas.

Somália
A atual situação dos somalis também não está totalmente relacionada com a perseguição. Até agora não temos qualquer pedido de ajuda humanitária dos cristãos que mantém contato com os nossos parceiros. Logo, a Portas Abertas continua a investir em importantes projetos que são desenvolvidos por lá. Conheça um deles: “Firmados no Evangelho” e envolva-se com a Igreja Perseguida na Somália.

NigériaNa Nigéria, realmente há necessidade humanitária entre os nossos irmãos. A situação em que o país se encontra, principalmente na região norte, está ligada à perseguição religiosa. Logo, entre os projetos desenvolvidos está incluso também a ajuda de socorro extensiva e consta no orçamento para 2017. Os cristãos mais afetados recebem ajuda especial. Você também pode estender a mão para eles. Conheça o projeto Famílias Confiantes nas Promessas de Deus e colabore com sua ajuda e orações.

Fonte: Missões Portas Abertas 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.