As crianças aprendem com nossas atitudes. Elas observam a todo tempo o que os adultos fazem para tentar fazer igual ou de maneira parecida. Como uma criança aprende a falar? Não é por meio da repetição, que é algo muito didático e facilitador no processo de aprendizagem. Quando um bebê escuta diversas vezes a palavra mãe, mamãe, pai e papai, por exemplo, esses vocábulos vão sendo armazenados em sua memória, gradativamente, até que ele consiga pronunciar essas palavras.

Desta forma, podemos usar estes princípios básicos para plantar o verdadeiro significado da palavra missão no coração dos pequeninos e fazer com que eles sejam despertados para este mandamento que o Senhor Jesus ensinou em sua palavra, “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado…” (Mt 28-19,20).Se nossos filhos, sobrinhos ou alunos nos verem ocupados com a obra de Deus, preocupados em falar do amor do Pai e de cuidar dos irmãos com prazer e satisfação,independente das circunstâncias da vida, eles automaticamente irão entender que esta é uma atividade importante e benéfica. Portanto, o primeiro passo para implantar a missão nas crianças deve ser em nós mesmos, com atitude e real testemunho, sendo a carta de Cristo.

A criatividade também é outro fator que deve ser altamente explorado para desenvolver um coração missionário. A incorporação de ideias que introduzam ações missionárias pode ser feita com jogos, brincadeiras e atividades infantis. Exemplo: mostrar o mapa-mundi para as crianças, deixar elas escolherem um país e dizer que em cada um desses países existem crianças que assim como elas precisam de Jesus. Depois, pedir para elas orarem por esse país e pelos seus habitantes.

Outra atividade interessante e didática, é criar gincanas na própria igreja, que beneficiem de alguma forma a igreja ou alguém que esteja necessitado. O livro “52 MANEIRAS DE ENSINAR MISSÕES”, de Nancy S. Williamson mostra simples técnicas de desenvolvimento de missões para crianças de 4 a 12 anos.

Fazer missões também agrega valores essenciais às crianças, como: companheirismo, solidariedade e amor ao próximo; valores esses que fazem falta em tempos de uma sociedade hedonista. Além disso, a criança missionária também tem a oportunidade de aprender outros idiomas, com a troca de experiências em viagens.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.