Você se interessa sobre o tema Tráfico Humano? Gostaria de saber mais? Sabe quais são as responsabilidade da Igreja Cristã Brasileira sobre o tema?

Para responder essas e outras questões que a Junta de Missões Mundiais organizou um seminário, o qual será uma grande oportunidade para conhecer mais sobre o assunto, entendendo esta dramática realidade, além de propor formas de engajamento da igreja brasileira na transformação deste quadro.

O I Seminário de Combate ao Tráfico Humano contará com exposição de palestras, casos práticos de ações de combate ao tráfico humano, depoimentos de vítimas e terá como um dos focos a conscientização da população para este problema tão em voga em nossa sociedade, visando prestar esclarecimentos com informações claras e atualizadas.

O  evento acontecerá na Primeira Igreja Batista de Copacabana, no Rio de Janeiro/RJ, nos dias 13 e 14 de setembro, das 9h às 17h. E tem como público-alvo lideranças cristãs, pessoas físicas e jurídicas que já desenvolvem ações de proteção a vítimas do tráfico de pessoas e/ou que gostariam de saber como podem se envolver com esta causa. O evento é aberto ao público e com entrada gratuita.

O que é o Tráfico Humano?

A missionária Luiza Rossi, pedagoga, teóloga e missióloga, há cinco anos desenvolve trabalho missionário na JMM direcionado ao combate do tráfico humano. Mas sua experiência nesta área começou há 19 anos ainda na Argentina, seu país de origem. Ela cita a definição de tráfico humano como recrutamento, transporte, transferência, alojamento ou acolhimento de pessoas, recorrendo à ameaça, ou uso da força, ou outras formas de coação, ao rapto, à fraude, ao engano, ao abuso de autoridade, ou à situação de vulnerabilidade, ou à entrega, ou aceitação de pagamentos, ou benefícios para obter o consentimento de uma pessoa que tenha autoridade sobre outra para fins de exploração.

Existem atualmente mais escravos no mundo do que em qualquer outra época da história. Dados oficiais apontam que 45 milhões de pessoas são traficadas por ano em todo o mundo. O tráfico humano movimenta mais de US$ 150 bilhões por ano. A cada 30 segundos, uma pessoa se torna vítima do tráfico sexual, boa parte delas são crianças, sendo que apenas 1% a 2% são resgatadas por ano. Esta é apenas uma das cinco finalidades do tráfico humano mais praticadas por criminosos. As outras são: adoção ilegal, remoção de órgãos, trabalho escravo e casamento forçado. São informações da própria Organização das Nações Unidas, que também relata que vítimas deste tipo de crime são de 152 nacionalidades e estão espalhadas por 124 países.

“A cada dia escuto histórias de vítimas de abuso sexual ou vítimas de trabalho escravo que não têm forças para acreditar nesse repouso que lhes espera nos braços do Pai. Quando lhes conto que os leitores de minhas cartas oram por elas, não conseguem entender que isso seja possível, que alguém que não conhecem tome um tempo para falar bem delas a Deus”, diz Luiza.

A PIB Copa fica na Rua Décio Vilares, 194, Bairro Peixoto, próximo à estação de metrô Siqueira Campos, saída Figueiredo de Magalhães.

 

Para mais informações, escreva para: jmm@jmm.org.br.

 

Fonte: JMM

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.