O pastor Luke lidera uma igreja de cerca de 150 membros no estado de Kachin (Myanmar). Certa noite no caminho de casa, duas motocicletas começaram a segui-lo. Cada moto carregava três homens jovens, uma visão relativamente comum naquele país. “Uma das motos surgiu e tentou empurrá-lo para fora da estrada”, conta o Pastor Jim Davis, fundador do Treinamento Pastoral da Ásia. “Então eles bloquearam a estrada e forçaram-no a parar e descer da moto em que ele estava”.

“Eu sou pastor e não tenho dinheiro”, disse Luke aos homens, mas eles não ouviram.Os seis jovens derrubaram o pastor Luke e depois usaram um machado para cortar três de seus dedos na mão direita.

“Eles roubaram sua moto e deixaram-no sangrando e sofrendo”, acrescentou pastor Jim. Mais tarde, o pastor Luke conseguiu caminhar até uma casa onde pessoas o ajudaram e levaram-no para um hospital.

“Cinco dos agressores foram pegos enquanto eles continuaram a praticar crimes nas redondezas. Na audiência do tribunal, o pastor Luke levantou a mão e mostrou à corte as marcas da agressão daquela noite”, disse Jim.

Então o pastor Luke fez algo que, por mais difícil que pareça, foi inspirado no exemplo de Jesus. “Ele disse à corte e aos agressores que ele os perdoava. Ele lhes entregou folhetos evangélicos em birmanês [língua nativa] e ele agora está arrecadando dinheiro para comprar Bíblias para que aqueles homens possam ler a Palavra de Deus e tenham suas vidas mudadas em Cristo”, contou o Pastor Jim.

“Estou triste em dizer que seu dedo indicador [o que restou da mão direita] ficou muito danificado e permanentemente curvado. Isso o impede de escrever e agora ele está aprendendo a escrever com a mão esquerda. “O pastor Luke nunca recuperou sua motocicleta.

Pastor Davis trabalhou em toda a Ásia por muitos anos e treinou muitos líderes cristãos.

“Eu já vi todo tipo de ministros e considero o pastor Luke é um dos bons líderes cristãos que conheço. Ele ama o Senhor e é totalmente dedicado à Sua obra. Ele é humilde, o chão de sua casa é sujo. Seus pais estão com 80 anos e vivem na mesma casa que ele”, explicou.

Mesmo após o ataque e os ferimentos, o pastor Luke ainda continuou organizando o Seminário de Treinamento Pastoral da Asia, em Kachin, que aconteceu recentemente.

“Os pastores e líderes da igreja se sentiram gratos por completar todas as suas atribuições”, contou o Pastor Davis. “Os pastores vieram de vários grupos tribais diferentes. É sempre notável ver a atenção dos participantes, mesmo com as condições climáticas desaforáveis”.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.