As 4 histórias sobre perseguição mais divulgadas e menos verdadeiras da internet

Sabemos que pedidos de oração não faltam. Em todos os lugares, por diversas razões, não faltam motivos para que nossos joelhos se dobrem. Assim, é comum recebermos pedidos de diversas pessoas, em diferentes momentos. Por isso, é preciso ser simples, mas também prudente, buscando critério e cuidado no repasse de informações, principalmente sobre perseguições religiosas.

Com frequência, as mensagens chegam pelo celular e nas redes sociais, com pedidos de oração que podem causar desespero e rompantes em irmãos não só no Brasil, mas no mundo todo. Porém, por serem informações desatualizadas, corre-se o perigo de tirar a legitimidade das campanhas que são realmente urgentes.

Temos um coração aquecido e queremos ajudar. Muitos de nós já nos equivocamos. Nossa sugestão é que as pessoas consultem sites especializados no assunto, como Portas Abertas, Voz dos Mártires, InContext Ministries e a própria MAIS, entre outros meios de comunicação. Por publicarem informações de seus próprios campos ou de fontes seguros, essas agências são o melhor canal para você checar antes de passar uma informação em frente.

Veja os pedidos que mais têm circulado, e saiba por que eles estão desatualizados.

A tomada de Qaragosh

Uma mensagem pede que se ore pela proteção da cidade iraquiana que estaria prestes a ser invadida. Soubemos de uma mensagem via aplicativo que foi recebida pela última vez há apenas dois meses.

Situação real: Qaragosh é uma cidade que foi tomada em agosto de 2014. Leia Mais

Igrejas queimadas em Orissa (Índia)

Em 30 de setembro de 2015 circulou um pedido de oração pelos irmãos de Orissa, na Índia, onde as igrejas estariam prestes a ser queimadas.

Situação real: Isso também já aconteceu, em agosto de 2008. Leia Mais 

A abdução de 22 missionários no Afeganistão

Essa notícia começou a circular em fevereiro de 2009.

Situação real: Até hoje não há uma confirmação oficial que esse grupo específico tenha sido sequestrado mesmo, muito menos executado. Porém, isso não minimiza a necessidade de orarmos pelos missionários e cristãos naquele país.

Há outros sequestros e execuções confirmados, como os 10 voluntários de ajuda humanitária; os 23 sul-coreanos também voluntários de ajuda humanitária, que tiveram seu pastor executado; e os 3 sul-africanos que foram mortos pelo Talibã.

Há muita informação cruzada e é possível que esse seja um dos motivos para alguns pedidos de oração acabarem se tornando algo diferente do que os gerou. Por isso, não cesse as orações, pela vida das pessoas que estão, sim, sendo perseguidas, e também por sabedoria na divulgação de informações.

Estado Islâmico obrigando menina a se casar

Uma foto de uma garota cristã chorando, com um suposto membro do Estado Islâmico abraçado a ela, circulou em meados de 2014. As mensagens que acompanhavam a imagem diziam que ela estava sendo forçada a casar com ele e, por isso, seu choro e desespero.

Situação real: ela estava chorando pois havia perdido um concurso de canto. Ele é um tunisiano membro do Estado Islâmico e, embora seja parte dessa organização, ele estava apenas tentando consolá-la após ela tentar recitar trechos do Alcorão. Leia Mais

Estamos sempre abertos a correções se alguma informação estiver equivocada. Afinal, o fato de buscarmos ajudar cristãos perseguidos não nos dá autoridade absoluta sobre o tema.

Na tentativa de sermos mais estratégicos do que fazer barulho, queremos pedir que você pesquise antes de divulgar essa e qualquer outro tipo de informação.


Que Deus nos ajude a ajudar! #PelaIgrejaSofredora

Fonte: Missão Mais Conheça Clique Aqui

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.