Muitas pessoas podem estar ouvindo falar das deficiências do Nepal agora, devido aos terremotos que abalaram o país deixando muitos mortos e feridos. Mas, antes mesmo que tudo isso acontecesse o Nepal já sofria com a ausência de emprego e o aliciamento de crianças e adolescentes para o tráfico humano. Segundo o portal Business as Mission, 40% da força de trabalho nepalesa está desempregada e os menores entre cinco e 14 anos são os maiores alvos dos traficantes de pessoas. Pensando em levar a Palavra de Deus e oferecer suporte para dar melhor qualidade de vida à população nepalesa, missionários criaram negócios no país.

Amizades empreendedoras

Donna conheceu as fragilidades do Nepal de perto, viveu em Kathmandu dos oito aos 16 anos, com os pais, que eram missionários. Quando retornou aos Estados Unidos para estudar fez licenciatura na Universidade do Colorado e depois teve aulas em Harvard. Nessa época já pensava em trabalhar no mundo sem fins lucrativos.  Jimmy veio de uma família de membros da força aérea americana. Ele fez parte da Academia da Força Aérea dos Estados Unidos (USAFA) e é pós-graduado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Jimmy e Donna se conheceram em uma viagem de férias e se inscreveram na agência missionária JOCUM (Jovens Com Uma Missão).

Peter, um empreendedor que começou a desenvolver seu negócio com a venda de galinhas, se tornou proprietário de uma pequena empresa de construção. Marit foi professor na Suécia, com habilidades na área de costura e tricô. Peter e Marit se conheceram no Texas. A amizade entre os dois fez com que Peter se mudasse para a Suécia, onde trabalharam em associação com a JOCUM durante oito anos, mobilizando equipes missionárias e cumprindo responsabilidades no centro de missão em contabilidade, finanças e operações. Peter também estudou economia e negócios durante sua estadia na Suécia.

O lugar: Nepal

Em 2011, Peter e Marit deixaram a Suécia com o propósito de combater o tráfico humano no sudeste asiático, porém eles sentiram que o lugar que deveria ser escolhido para iniciar um negócio que poderia fazer a diferença, seria o Nepal, já que o país também sofria com a ameaça do tráfico humano. Já Donna, ficou impactada com a situação do Nepal, quando assistiu a um filme que mostrava meninas nepalesas sendo traficadas para se prostituírem na Índia. Com a direção de Deus, ela e Jimmy decidiram abrir uma fábrica de roupas no Nepal. Quando souberam que Peter e Marit também estavam no Nepal, os convidaram a participar do projeto.

A fábrica dos missionários, que está se fortalecendo nas áreas financeira, pessoal, espiritual e ambiental já possui 24 funcionários, que recebem discipulado. Muitos homens estão querendo saber mais sobre Jesus. Os proprietários da empresa também oram por seus funcionários, que já estão evidenciando o poder de Deus. Tendo como exemplo, uma mulher era estéril por oito anos que sonhava ser mãe e pediu oração, o resultado foi a gravidez e ficou convencida de que Deus ouviu suas orações.

Futuro

Jimmy, Donna, Peter e Marit não pensam em parar. Os quatro querem ampliar os programas de impacto social cada vez mais, guiados pelo Espírito Santo.  “São em dias longos e através de trabalho duro que nós vemos que a fé é super prática. Quando vivemos pela fé, ela afeta todos os aspectos de nossas vidas,” acredita Marit.

Fonte: Business Mission , para conhecer mais sobre o assunto Clique Aqui

 

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.