Alex Chu cresceu em uma casa nos Estados Unidos adornada por estátuas de Buda e incensos que tomavam o ambiente dos quartos. Apesar da criação de seus pais budistas, ele lembra que nunca sentiu ligação pessoal alguma com Buda.

“Eu queria honrar meus pais. No entanto, nunca houve uma relação pessoal com qualquer um dos Budas. Havia sempre uma distância”, disse Alex ao site CBN News.

Atender às expectativas de seus pais e da religião deixou Alex sob uma pressão constante. Ele começou a questionar sua fé quando chegou ao ensino médio, mas não conseguia se livrar da sensação de inquietação e da falta de alegria.

Quando iniciou os estudos na faculdade, ele descobriu a verdade que iria mudar sua vida. Alex passou a reparar nos estudantes cristãos que estavam no dormitório que ele.

“Eles pareciam muito coesos, muito amigáveis, havia muita alegria em seus rostos. Eles não parecem aquela pressão sobre eles”, lembra.

Alex começou a buscar compreender a fé cristã e encontrou mais surpresas ao longo do caminho: o amor incondicional de Deus e o relacionamento pessoal que os cristãos têm com Jesus Cristo.

Para saber mais sobre Jesus, ele começou a participar de uma reunião cristã, onde “pela primeira vez, ouviu sobre a graça de Deus”. Mais tarde, Alex se juntou a um grupo de estudo bíblico, onde ele ficou ainda mais impressionado com “a autoridade com que Jesus falava e Sua compaixão por todas as pessoas”.

Alex chegou à conclusão de que “Jesus é realmente o Filho de Deus. Ele morreu pelos meus pecados para que eu possa ter a vida eterna com Ele”, afirma.

O jovem contou a seus pais sobre sua decisão de se tornar um cristão, que levaram alguns anos para aceitarem a escolha do filho. Alex concluiu a faculdade de engenharia, iniciou estudos em um seminário bíblico, se casou com uma mulher cristã e hoje tem três filhos.

“Como um americano asiático que estava sempre tentando buscar aprovação e atingir metas, reconhecer que Deus me ama incondicionalmente e oferece uma vida eterna com Ele significou tudo para mim”, disse Alex.

 

Fonte: portal Guia-me

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.