Muitos são os motivos de clamor para a Colômbia, porém, um não pode deixar de ser observado por todos os seguidores de Cristo: a perseguição religiosa na Colômbia. Enquanto o Governo brasileiro assegura o livre exercício dos cultos religiosos por meio de sua Constituição, a Colômbia se encontra na lista dos 50 países mais opressores ao Cristianismo. A relação é divulgada anualmente pelo site Portas Abertas.Veja abaixo algumas informações sobre os países e pontos relevantes de oração.

Dados

  • Capital: Santa Fé de Bogotá
  • População: 46.300.196.
  • Idiomas: Espanhol. O inglês é ensinado nas escolas como segunda língua.
  • Religião: católicos romanos 90%, outros 10%.
  • Índice de Desenvolvimento Humano: 77º de 182º.

Pontos de oração

  • Umas das piores desigualdades de renda do mundo. Um terço da população vive abaixo da linha de pobreza.
  • Cartéis de narcotraficantes, crime organizado, guerrilha e atividades paramilitares têm feito com que muitos colombianos emigrem para outros países.
  • Maior cultivador de cocaína do mundo. Possui grandes plantações de ópio e maconha.
  • Grande fornecedor de meninas e mulheres para a indústria mundial do sexo por meio do tráfico de pessoas.

Perseguição religiosa

O crescimento da igreja é significativo; porém, aqueles que se convertem são considerados traidores e alguns são assassinados. Missionários são ameaçados, sequestrados e às vezes mortos. Muitos cristãos são martirizados por assumir posições contrárias ao crime.

A igreja evangélica da Colômbia é formada por cinco milhões de membros, dos quais 20%, um milhão, formam a Igreja Perseguida. Quinhentos mil cristãos perseguidos vivem entre os desalojados, em extrema pobreza, enquanto outros 500 mil vivem em áreas de conflito controladas pelos grupos armados ilegais. Estatísticas do Conselho Evangélico de Igrejas da Colômbia indicam que mais de 400 igrejas já foram fechadas e cerca de 150 pastores foram assassinados pelos subversivos desde 1998.

Outro dado importante referente à questão da perseguição na Colômbia é que na lista com os 50 países mais opressores ao Cristianismo, divulgada anualmente pelo site Portas Abertas, em 2012, o país ocupava o 46º lugar na classificação. Já em 2013, ele passou para a 25ª posição, o que demonstra que o nível de perseguição aumentou na Colômbia.

Fonte: lagoinha.com

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.