No Uzbequistão há um crime chamado “atividade missionária ilegal” e foi esse o motivo que fez com que a polícia local prendesse um cristão que distribuía folhetos evangelísticos na rua. A prisão foi realizada no mês de março, mas a Missão Portas Abertas divulgou recentemente, com informações do Fórum 18. Segundo o site o homem preso foi Doniyor Akhmedov que ficou dez dias na prisão de Ahangaran.

Testemunhas alegam que é normal que os cristãos presos no Uzbesquistão sejam forçados a assinarem declarações que os acusam de quebrar a lei sobre religião do país, mas Akhmedov se recusou a assinar esses documentos. Durante os dez dias ele ficou preso em uma pequena cela com outros 10 prisioneiros. “Eles foram espremidos e mal tinha espaço no chão para dormir”, diz a testemunha. Akhmedov foi solto no dia 31 de março e foi convocado para comparecer no Tribunal Penal do Distrito de Ahangaran onde recebeu a punição de pagar uma multa no valor de 40 salários mínimos.

A sentença afirma que ele violou o artigo 184-2 que fala sobre a “distribuição de materiais religiosos”. Cristãos locais dizem que ele se recusou a pagar a multa defendendo que “ele só exerceu o seu direito humano fundamental”.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.