No norte da Colômbia, uma casa de recuperação iniciada por um pastor oferece refúgio para homens e mulheres que enfrentam doenças, deslocamentos, extrema pobreza ou qualquer situação que os coloque em posição de vulnerabilidade. O início de tudo remonta aos anos 90, quando um massacre na região do pastor Medardo Oviedo deixou sua igreja destruída e um saldo de 58 mortos.

Sua vida também corria risco porque ele insistia em pregar o evangelho a toda a comunidade. Por causa disso ele teve que fugir, mas continuou recebendo ameaças – sua vida e ministério estavam em risco. Mas ele manteve sua fé mesmo em meio à violência, até que conheceu a Portas Abertas na Colômbia, onde foi recebido, treinado e passou por cura e restauração. Ele pôde, então, firmar sua convicção e descobrir seu chamado para servir àqueles que são perseguidos.

Como resultado de seu processo de restauração, o pastor Medardo montou um projeto que atualmente ajuda a comunidade compartilhando o amor de Cristo. Ele transformou sua casa em um abrigo temporário para pacientes que tiveram que sair de seu vilarejo para buscar tratamento médico em outra região. Longe de casa, algumas pessoas chegavam a passar a noite na rua. Não tinham comida nem dinheiro, pois o pouco dinheiro que tinham era destinado ao transporte e aos remédios. Em pouco tempo, 17 pessoas estavam morando com eles.

Curados para curar

A casa ficou pequena para a ajuda médica e espiritual que ofereciam. Até que uma irmã da comunidade comprou uma casa para funcionar como esse espaço para ajudar pessoas doentes e suas famílias. “Foi uma resposta direta de Deus, foi um milagre”, testemunha o pastor. A casa foi transformada de abrigo temporário em casa de recuperação para pessoas deslocadas pela guerra. Um lugar onde eles recebiam não apenas alimento, mas também cuidado, aconselhamento e carinho para ser curados e renovar a esperança.

O pastor Medardo explica que hoje o cuidado pastoral é feito através de um casal que mora na casa, que está aberta a todos, não apenas cristãos. Em pouco mais de um ano, 287 pessoas aceitaram Jesus através deste ministério. E, assim, dia após dia, a Igreja Perseguida da Colômbia caminha nesta longa e árdua jornada de cura de seus traumas. Através de cuidado pastoral, treinamento bíblico e atendimento psicológico, aqueles que um dia foram vítimas podem superar seus traumas e, com a fé fortalecida, se tornar líderes e servos para um novo tempo na Colômbia.

Pedidos de oração

– Ore pela Igreja Perseguida da Colômbia, para que casos como este sejam replicados, e que aqueles que receberam a cura e cuidado do Senhor sejam também um canal de seu amor.

– Ore por esta casa de recuperação, pelos pastores, voluntários e todos os que são atendidos. Que continue sendo um lugar de renovo de esperança e nova vida em Cristo.

 

Fonte: Missão Portas Abertas 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.